Artigos

O papel do marketing num ano atípico

É escusado enumerar todas as coisas que mudaram em 2020 no panorama laboral português. Desde o teletrabalho, passando pelos webinars e pelos podcasts, até à ausência de atividades de teambuilding e jantares de Natal, todos os trabalhadores sentiram as alterações inevitáveis que uma situação contextual externa de impacto mundial, como a pandemia, pode causar.

É também certo que muitos processos de evolução inevitáveis foram acelerados, como a transformação digital das empresas e a diminuição da pegada ecológica das mesmas, o que acaba por ser considerado como a “silver linning” deste cenário.

Contudo, as preocupações de marketing foram largamente exacerbadas:

– Como manter proximidade com os meus clientes, apesar das restrições físicas?

– Como sobressair numa altura em que as opções de ativação de marca e participação em eventos é muitíssimo limitada?

– Como delinear uma nova estratégia com base na realidade atual?

– Como criar ou melhorar o posicionamento online da marca?

 

Não foi fácil dar resposta a estes desafios em 2020, principalmente pelo facto de a estratégia de marketing ter de ser constantemente alterada – muitas vezes o que era lógico numa semana, tornava-se impraticável na seguinte. E a verdade é que 2021 será um ano em que a constante aprendizagem e os métodos de rápida adaptação, que em 2020 (se não antes) ganharam uma especial importância em todas as empresas, vão continuar a ser altamente valorizados.

Felizmente, o caminho não precisa de ser feito de forma solitária: a internet está aqui para ajudar a esclarecer todas as dúvidas dos profissionais de marketing e a conhecer outros exemplos que nos podem inspirar. Aprendemos uns com os outros e, nesse sentido, deixo aqui cinco dicas que resultaram das minhas aprendizagens em 2020:

1) Continue a marcar presença no dia a dia dos seus clientes: seja através de newsletters mais regulares, posts nas redes sociais, episódios de podcast, ou outra forma de conteúdo digital, faça com que os seus clientes não se sintam sozinhos nesta fase mais difícil para muitas empresas e mostre que podem continuar a confiar no seu negócio.

2) Ofereça aos clientes o que eles procuram a cada momento: partilhe ou crie artigos, podcasts, webinars e outros conteúdos que possam responder às questões e preocupações mais prementes dos seus clientes.

3) Mantenha a sua “porta digital” aberta: não descure os canais de contacto com os seus clientes, seja email, telefone, Slack ou Whatsapp, e continue a responder cuidadosamente aos seus pedidos, provando que independentemente das suas próprias preocupações e dificuldades, está sempre disponível para os ajudar em qualquer altura.

4) Saia da “caixa”: procure inovar na forma como tipicamente aplica o marketing na sua empresa. Inspire-se em outras empresas e em situações que experienciou ao longo da sua vida profissional (ou mesmo pessoal) para replicar iniciativas com os seus clientes, fazendo-os sentir parte da comunidade da sua marca.

5) Explore novas áreas de marketing e ganhe novas skills: a vontade de aprender em 2020 tornou-se não só fundamental, como também diferenciadora, pois face a uma época de incerteza, a capacidade profissional de rápida adaptação é cada vez mais valorizada. Estude mais sobre Content Marketing, SEO, Neuromarketing ou outras áreas que lhe despertam interesse e que podem trazer-lhe uma nova perspetiva sobre a sua empresa e negócio.

 

Com certeza que cada empresa tem uma realidade diferente e a forma como poderá (ou não) integrar estas dicas na sua estratégia de marketing irá depender de vários fatores, desde a motivação do(s) marketeer(s) até à abertura para inovação por parte da Direção. 

Contudo, é essencial que cada um de nós seja proativo na criação de novas dinâmicas de marketing, na experimentação de iniciativas (que podem ou não resultar) e na capacidade de adaptação e melhoria ao longo do tempo, estando também consciente de que o processo não é imediato, mas que a consistência e a persistência vão trazer resultados promissores. O mais importante é começar!

Cíntia Costa

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa e com uma pós-graduação em Marketing Digital pelo Indeg-iscte, é responsável pela comunicação e marketing do LISPOLIS, Associação privada sem fins lucrativos que tem como objetivo apoiar os negócios a crescer mais rapidamente. A sua missão é apoiar as empresas da comunidade LISPOLIS e levar até elas os temas mais relevantes para as suas atividades e negócios, bem como as oportunidades do Ecossistema Empreendedor português.

Comentários