Artigos

[DMEXCO 2019] YouTube: principal meio de comunicação de massa atual?

Para Cecile Frot-Coutaz, head de EMEA no YouTube, a plataforma de vídeos é a nova mídia de massa, superando a TV

 

YouTube vs televisão. O que seria a mídia de massa hoje, considerando que a experiência está cada vez mais pessoal e subjetiva? Antigamente, se atingia o grande público investindo em grandes canais de comunicação. Porém, além de não ser muito segmentado, não existia possibilidade de uma interação profunda por parte do público.

 

YouTube
Palestra durante o DMEXCO 2019.

 

Cecile Frot-Coutaz, head de EMEA no YouTube, revelou no DMEXCO 2019, o evento mais importante de marketing digital do mundo, que a plataforma de vídeos é sucesso entre os jovens e vem superando a televisão como a principal mídia de massa.

“Uma grande mudança aconteceu quando o vídeo do British Got Talent com a Susan Boyle cantando I Dreamed a Dream se tornou viral”, disse Cecile. Um trecho de um vídeo originalmente transmitido para TV, de uma determinada região, atingiu um público muito maior globalmente, em uma plataforma que permitia a interação, o YouTube. “Com o sucesso do vídeo, programas exibidos ao vivo na televisão começaram a ter um nível mais profundo de engajamento online”, apontou a head de EMEA no YouTube.

 

Fenômenos da internet

Segundo Cecile Frot-Coutaz, por permitir esse nível de engajamento, um novo fenômeno surgiu na plataforma: comunidades passionais extremamente engajadas, criadas por interesse em comum. “Com esses grupos, surgiram os creators ou influenciadores, que são a voz deste público”, afirmou.

Hoje, esses influenciadores já conseguem se manter somente com a criação de conteúdo de qualidade, que é monetizada pela plataforma. “Experienciamos a nova era dos documentários”, contou Cecile. Além disso, executiva alegou que esse fenômeno é tão forte que celebridades da mídia tradicional estão migrando e produzindo conteúdo para plataformas digitais como o YouTube.

“94% das pessoas entre 20 e 29 anos assistem conteúdo no YouTube mensalmente e, para jovens de 16 a 24 anos, a plataforma é mais consumida do que as mídias tradicionais”, informou Cecile.

 

“Essa é a nova mídia de massa. Basta observar o poder de geração de debates na eleição que os vídeos tiveram. E é com base nessa realidade que surgirão as próximas gerações de empresas de mídia”, concluiu a head de EMEA.

Rafael Soares

possui grande experiência em Marketing e Eventos, já passou por grandes empresas como Wunderman, Microsoft e Resultados Digitais. Participou dos principais eventos globais sobre marketing, transformação digital e tecnologia. Bacharel em Design, cursando MBA em Marketing, atualmente é diretor geral do Digitalks Portugal.

Comentários